Download Insurance Handbooks
We created these handbooks to help you identify the key points when considering a health insurance policy. They cover a wide range of topics from 'Choosing the right plan', to 'Maternity' and 'Pre-existing' conditions. Please enter your Email address to gain access to our full library.
Download Now  Email Address

  SEGUROS DE SAÚDE NO CATAR



O Catar tem sido governado pela família Al-Thani desde meados dos anos 1800 e foiQatar Image 1 originalmente um pobre protegido britânico conhecido principalmente por sua indústria de pérolas. O páis ganhou sua independência em 3 de setembro de 1971. Na década de 1980, apesar de arrecadar grandes quantidades de receita com o petróleo, a economia não estava indo bem. O sistema de saúde era de má qualidade devido a problemas econômicos, tumultos sociais e instabilidade política. Estes problemas foram alimentados principalmente por conflitos em torno do Oriente Médio.

Entretanto, nos últimos anos o Catar tem resolvido a maioria de seus problemas e como conseguinte a economia—impulsionada pelo petróleo e gás—teve taxas de crescimento sem precedentes de 8,4% no PIB. Isto ajudou no desenvolvimento de hospitais e clínicas em torno de Doha, a capital do país. Surpeendentemente, o Catar gasta somente 1,9% do seu PIB em saúde, em comparação com os EUA, que gasta 8,1%. No entanto, devido a sua pequena população, em comparação com a paridadeQatar Image 2 de compra do seu PIB, é possível atender a necessidade do povo. Todos os cidadãos tem o direito de receber atendimento médico oferecidos pelo Hamad Medical Corporation. Esta empresa recentemente fez parcerias com vários centros médicos ocidentais, como a Universidade de Pittsburgh Medical Center, e também com um renomado hospital para crianças em Toronto. Recentemente, o Hamad Medical Corporation e o governo do Qatar tem feito uma parceria para implementar o plano "saúde para todos". Todavia, este plano não é fornecido para estrangeiros.

Fornecimento de alta qualidade é limitado, e como a inflação médica é uma ascendente constante, fica caro ser atendido no país se não possuir plano de saúde público. Desta forma, é altamente recomendável que obtenha um seguro de saúde, pois não o fazer pode resultar em taxas médicas muito caras.

Uma estatística que mostra o bom desempenho do Catar em relação aos seus vizinhos do Oriente Médio é em relação a sua expectativa de vida (75,19 anos) que na última década tem vindo a aumentar, uma sincronia com o crescimento da economia. Isto está bem acima da média mundial (66,12 anos) e outras nações árabes em torno do Oriente Médio. O Catar ocupa o terceiro lugar para a esperança de vida na sua região, logo atrás da Arábia Saudita e os Emirados Árabes. No Catar, muitas doenças transmissíveis como a tuberculose foram erradicada devido ao elevado nível de cuidado de saúde oferecido.

Embora riscos de doenças transmissíveis sejam pequenos e visitantes raramente adoecerem, o tipo mais comum de tratamento são os de acidentes de trânsito. Estes ocorrem devido duas razões: a primeira é a falta de cautela que muitos motoristas tem com os pedestres. Os limites de velocidade são altos e as condições das estradas precárias. O outro tipo de problema é que as estradas muitas vezes contêm bolsas de areai e sabkha (sal) em torno da costa e do interior, que podem não ser percebidos a tempo. Isto pode levar o carro a encalhar. Portanto, é recomendável que leve água, corda de reboque, tomada, e um pneu reserva, pois nunca se sabe quando um acidente pode ocorrer.

Planos que podemos oferecer podem lhe dar uma cobertura global, não importa onde quer que esteja. Estes planos são tipicamente garantidamente renováveis para o resto da vida dando-lhe a garantia de qua não importa o que ocorrer, sempre terá o tratamento de qualidade que merece. Apólices geralmente oferecem uma série de benefícios adicionais, incluindo a cobertura para o tratamento ambulatório, maternidade, odontológico, consultas especializadas, terapias alternativas, remédios complementares e tratamento de emergência para qualquer momento de emergência.

SOBRE O CATAR

Localizado no sudoeste da Ásia no Oriente Médio, o Catar ganhou sua independência em 3 de Setembro de 1971 da Grã-Bretanha. Logo após, vários problemas emergiram, como o colapso da economia, disputas de fronteira com Bahrein, Arábia Saudita e constante problemas em relação às suas receitas de petróleo pelo Amir. No entanto, com reformas implementada pelo Amir Hamad Bin Khalifa Al-Than, os problemas de disputas de fronteira foram resolvidos e avanços da economia devido ao petróleo tem permitido o Catar elevar bastante o seu PIB per capita.

Sempre que viajar ou mudar para um novo país, muitas vezes é importante ter alguma informação sobre o seu destino. Portanto, temos abaixo um esboço geral do Catar. Informamos que para informações mais atualizadas procure o auxílio de um especialista.

Nome Oficial: Estado do Catar

Capital: A capital do Catar é Doha, e está localizada na costa leste do país. Doha é também a cidade mais populosa do país, com 400,051 habitantes.

Localização: Oriente Médio, em uma península que beira o Golfo Pérsico e Arábia Saudita

Tamanho: 11.437 km2, um pouco menor do que o estado americano de Connecticut e é o 163o no mundo.

Clima: Geralmente bastante árido com invernos suaves e agradáveis. O verão pode ser bastante quente e úmido, e temperaturas acima dos 50o C não são incomuns.

População: A população atual é de 841,000, o que o faz o 154o no mundo.

Expectativa de vida: Ao nascer, a vida média no Qatar é de cerca de 75,19 anos, ocupando o 79o lugar no mundo, acima da média mundial de 66,12 anos.

Principais Doenças:  

Etnias: Catar é predominantemente de etnia árabe que paira em torno de 40%. Outras etnias menores incluem 18% indianos, paquistaneses 18%, 10% Irã, 14% outros.

Idiomas: árabe é a língua oficial, no entanto Inglês é comumente usada como segunda língua.

Religião: cerca de 77,5% da população é muçulmana. O percentual restante é composto por cristãos 8,5%, outros 14%

Governo: O governo do Catar funciona como um emirado onde um monarca (Emir) é o chefe de Estado.

Chefe de Estado:

Economia: A economia do Catar, como em outros países do Oriente Médio, se baseia fortemente na produção de petróleo e gás natural. O país se encontra em um grande boom econômico. A economia tem se focado no desenvolvimento de áreas não relacionadas as reservas de gás natural e tem aumentado o investimento privado de estrangeiro em setores além do de energia. Petróleo e gás representam mais de 60% do PIB, cerca de 85% das receitas de exportação, e 70% das receitas do governo. O petróleo e o gás fizeram do Catar o país com a maior renda per capita do mundo, e uma das economias do Oriente Médio que mais crescem. Uma economia que se sustenta através de preços elevados de petróleo e o aumento das exportações de gás natural nos últimos anos ajudou a economia do Catar a trazer uma balança comercial positiva com reservas estrangeiras. Suas reservas de petróleo vão garantir 15 bilhões de barris em média nos próximos 22 anos, e cerca de 25 trilhões de metros cúbicos de gás natural, o que representa cerca de 15% do total do mundo e a terceira maior do mundo. O catar tem permitido o investimento estrangeiro substancial no desenvolvimento de seus campos de gás durante a última década e tornou-se o principal exportador de gás natural líquido (GNL) do mundo em 2007.

PIB: O PPC (poder de paridade de compra) do PIB é de USD $71,42 bilhões de dólares e PIB real é de USD $67,76 bilhões de dólares lhe dando a 77o posição no mundo.


    • Localizado no Golfo Pérsico, o Catar é rico em petróleo e tem o maior PIB do mundo em média por pessoas. Além disso, o Catar também pode oferecer acesso a algumas das melhores instalações de saúde do mundo, com excelentes sistemas de emergência, e instalações com tratamento de rotina. No entanto, para estrangerios estes tratamentos podem ser muito caro.
  • DICAS DE VIAGEM NO CATAR

    Sempre que você viajar no exterior é útil entender as leis e os costumes locais, já que muitas vezes podem ser diferente. O Catar é um país islâmico onde a legislação local, os valores e as crenças muçulmanas são profundamente consagradas e podem ser bastante diferente das quais está acostumado. Por isso fornecemos alguns conselhos de viagens ao Catar para que você possa permanecer seguro e melhor aproveitar sua viagem. 

    A informação contida nesta página não é totalmente completa e pode estar sujeita à alterações sem aviso prévio, como tal, você deve consultar um especialista de viagem antes de partir em sua jornada.

    • Atualmente há ameaças de terrorismo no Catar. Os terroristas continuam a ameaçar a região do Golfo, especialmente áreas de interesses ocidentais, como residências, locais de culto, militares, petróleo, transportação e aviação.
    • Desde 26 de setembro de 2008, novas regras de imigração foram introduzidas e podem afetar os titulares de passaporte estrangeiro. Aconselhamos a todos os estrangeiros que planejem viajar para o Catar entrem em contato com companhias aéreas e embaixadas antes de partir para verificar os requisitos de imigração. Como vistos podem não ser possivel de retirar na chegada em Doha, sua entrada pode ser recusada e deportação pode ser uma consequência.
    • Um grande número de turistas visitam o Catar todos os anos. Os principais tipos de incidente em que cidadãos necessitam de assitência consular no Catar são situações de passaportes roubados ou perdidos, e lidar com casos de prisão e detenção.
    • A maioria das visitas são tranquilas. A criminalidade é baixa, e a maioria dos casos estão relacionados a roubo, principalmente de trombadinhas (carteiristas). Embora os incidentes não sejam comuns, mulheres devem tomar precauções necessárias e preste atenção quando viaja sozinha a noite.
    • Desenvolvimento das opiniões políticas, incluindo as do iraque, Israel, Irã e Líbano continuam a ter um impacto na opinião pública local na região. Esteja ciente destas quando estiver no país. Mantênha-se atualizado sobre os desenvolvimentos regionais, e evite as manifestações públicas, pois podem ser alvos de terrorismo.
    • O nível de direção é ruim, e limites de velocidade são altos, portanto acidentes são comuns. Nos primeiros 10 meses de 2007, 240 pessoas morreram em conseqüência de acidentes. Isto equivale a 30 mortes a cada 100.000 da população. Nos EUA, esse número é de 10.2 a cada 100,000, Reinos Unidos, 5,5 a cada 100,000 e Austrália, 5,2 a cada 100,000. Se involver em um acidente, permaneça no seu carro. É contra a lei deixar a cena do acidente. Mantenha a calma quando dirigir, pois há penalidades mesmo como gestos obcenos e uso de linguagem vulgar.
    • Os estrangeiros podem conduzir no Catar um máximo de 14 dias com uma carteira de habilitação estrangeira após a sua chegada. Depois, devem solicitar uma licença temporária no Catar. Esta licença é válida por 3 meses. Depois de obter uma autorização de residência, deve contatar o departamento de trânsito local para obter uma licença de condução permanente. Não o fazer podem resultar em multas.
    • É um crime grave beber e dirigir. Infratores serão detidos e multados. Sob novas regulações do país, infratores poderão ser detidos e deportados. Neste caso, você será detido e um caso será aberto, ficando em custódia até que o caso seja resolvido. A maioria dos casos são simples e são tratados pelo Ministério Público, no entanto há casos mais graves que podem levar até seis meses para ter um julgamento.
    • As leis locais refletem ao fato de o país ser islâmico. Respeite as tradições, costumes e leis locais em todos os momentos e esteja conciente de suas ações para não ofender outras culturas ou crenças religiosas, especialmente durante o mês sagrado do Ramadã. Espera-se que os visitantes respeitem a cultura local, e as mulheres devem vestir-se de maneira modesta, com roupa que cubra os ombros e joelhos em todos os momentos. A importação de qualquer droga, álcool, pornografia, produtos de carne de porco e livros e materiais religiosos que não sejam mulçumanos é proíbido. Esteja ciente de que DVD e vídeos podem estar sujeitos a desaprovação dos costumes do catar e pode ser censurado. As penas por posse ou comércio de drogas são graves, muitas vezes resulta em penas de prisão. É uma ofensa grave se embriagar em público. Infratores podem pegar uma pena de prisão ou ser deportados. O álcool é, no entanto, disponivel em restaurantes de hotéis licenciados e bares. Estrangeiros que vivem no Catar podem obter álcool em um sistema de licenciamento. Não carregue álcool com você, inclusive no seu carro.
    • AIDS não é comum no Catar, contudo, você deve observar as precauções normais para evitar uma possível exposição e infecção. A prevalência de adultos atuamente é de 0,09%.
    • Catar não é conhecido por ter muitas doenças, no entanto é aconselhável que verifique com sua agência de viagens locais para qualquer tipo de vacina recomendadas.
    • Os visitantes devem tomar precauções contra o tempo no Catar com tempestades de areia que são bastante comuns e com temperaturas que ficam acima de 50˚C.
    Para obter mais informações sobre como viajar para o Catar, o seguro de saúde internacional planos que nós podemos fornecer lá, ou para receber um orçamento gratuito, entre em contato conosco hoje.
 

For more information about Qatar, the international health insurance plans that we can offer there, or to receive a free quote, please contact one of our expert advisers today.